ENCONTRE AQUI
CULTURA

Obra Exposta no Centro Shopping:
“Tributo às Lendas do Rio Grande do Sul”

Autor da Obra: Paulo Batista de Siqueira
______________________________________________________________________________________

Paulo de Siqueira nasceu em 26 de julho de 1949, em Soledade/RS. Filho de Maria de Siqueira. Sua mãe mudou-se muito jovem para Passo Fundo/RS. Lá morou e trabalhou como cozinheira no “IE” – Instituto Educacional. Neste local, Paulo passou sua infância e recebeu instrução. Estudou até a 2ª série do segundo grau, abandonando o estudo formal e dedicando-se ao trabalho artístico.

Autodidata, excêntrico e dono de uma personalidade extremamente forte, discursava sobre a arte com firmeza e conhecimento adquirido em leituras e estudos.

Sua iniciação artística deu-se aos 16 anos de idade, em 1965, quando realizou sua primeira exposição em Passo Fundo/RS, conquistando o 1º lugar em concursos realizados pela RBS-TV. Escultor, ceramista, muralista, pintor e decorador, utilizando-se de sua sensibilidade e conhecimento adquiridos nas decorações, em 1972, venceu o concurso de carros alegóricos, na Festa da Uva em Caxias do sul, recebendo comprimentos especiais do Presidente Médici.

Dedicou-se à pintura, como dizia, para descansar da estafante arte da escultura. Mas nem por isso era menos versado na arte das tintas e cores. Organizou-se e/ou participou de mais de 30 exposições individuais ou coletivas, e deixou sua marca em imponentes murais pintados em edifícios públicos de Passo Fundo, Chapecó, São Miguel D’Oeste e de outras cidades.

Na escultura optou, preferencialmente, pelo uso de sucata como matéria-prima; criando obras absolutamente originais com um toque especial de mobilidade. Suas esculturas são expressas principalmente em monumentos, somando mais de 60 obras.

No final do ano de 1972, após a morte de sua mãe, Paulo de Siqueira decide fixar residência em Chapecó. “Como o artista, se denominava gaúcho por nascimento, mas catarinense por coração”. Irreverente, encarava a liberdade como direito ilimitado de produzir artisticamente, desafiando padrões. Era imprevisível, espontâneo: “Eu sou um ser livre”, declarava Paulo de Siqueira.

Na década de 90, Paulo de Siqueira descobre ser portador do vírus HIV. Antes de sua morte, em 1996, recebeu inúmeras homenagens. Faleceu no dia 30 de julho. Foi sepultado no dia 31 de julho, no Cemitério Jardim do Éden, na cidade de Chapecó/SC.

“(…) Uma obra de arte retrata exatamente o momento em que se encontrava o seu autor, e nela está incluído todo seu sentimento, sua emoção, sua inspiração, alegria ou angústia”. (SIQUEIRA apud Ato, 1987).

Fonte: Jornal “A Notícia” (Joinvile/SC)– de 04 de agosto de 2000. e Site da Fundação de Cultura de Chapecó


                                                                                                                                         Voltar

ANÚNCIO
ANUNCIO
ANÚNCIO
ANÚNCIO

 
Cadastre-se conosco
e receba nossas
promoções e novidades!


Nome:
E-mail: 
 
CENTRO SHOPPING
EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA
.

R. Voluntários da Pátria, 294
Av. Júlio de Castilhos, 293
Porto Alegre / RS / Brasil.
FONES: (51) 3213.8000